+55 11 4349 -1370

Depilação a laser em pele negra: tire todas as dúvidas!

Fique atualizado através de informações úteis para sua saúde física e mental.

Você sonha com o dia que não vai precisar mais se preocupar com os pelos no corpo? Se você é negra, e tem esse desejo, pode encontrar dificuldades para realizá-lo. É comum, por exemplo, vermos casos de pacientes de tons de pele mais altos que já tiveram o procedimento negado pelas clínicas devido ao fato de o equipamento utilizado não ser indicado para eles. Mas afinal, é possível fazer depilação a laser em pele negra com eficiência e segurança?

Sim, é possível, desde que você se certifique quanto à tecnologia utilizada pela clínica e suas indicações. Nesse texto, vamos explicar o que você deve prestar atenção antes de escolher o estabelecimento que vai realizar a depilação definitiva. Uma preocupação importante, sobretudo, para quem tem a pele negra.

Depilação a laser em pele negra: por que devo ter cuidado?

Vamos entender por que é importante ter cuidado antes de fazer a depilação a laser em pele negra. Para eliminar os pelos definitivamente, os aparelhos emitem fontes de luz conduzidas pela melanina, responsável pela pigmentação da pele e do pelo. Quanto mais escura a pele, maior concentração de melanina. Muitos equipamentos de depilação a laser não conseguem fazer de forma eficiente essa diferenciação entre pele e pelo. Por isso, em peles com muita concentração de melanina, como as negras, os riscos de intercorrências, como manchas na pele ou queimaduras, são maiores.

Entretanto, alguns equipamentos possuem tecnologias que conseguem focar de forma mais eficiente no pelo, fazendo com que a depilação seja segura e eficaz em qualquer tipo de pele. Uma das tecnologias extremamente confiáveis para esse fim é o LED.

A depilação a LED em pele negra é segura?

Sim! O que faz a depilação a LED ser segura para pacientes de pele negra são dois fatores:

  • Tecnologia capaz de direcionar a aplicação na área-alvo da melhor forma;
  • Uso de temperaturas mais baixas.[FA1] 


Explicando com detalhes, o aparelho de depilação a LED consegue focar de forma mais eficiente no pelo. Além disso, ele possui a tecnologia ‘extreme cooling’, que utiliza ponteiras resfriadas durante a sessão. Esses dois fatores permitem que se trate a pele negra de forma confortável, já que o frio emite uma sensação de conforto ao paciente.

No caso da depilação a laser em pele negra, por exemplo, o equipamento não consegue se manter resfriado, causando um desconforto maior durante a sessão.

+ Entenda por que a depilação com cera e lâmina são vilões da sua saúde

Em quais locais pode ser realizado o tratamento a LED?

Pode ser realizado em todo o corpo, incluindo face, pescoço, peitoral, abdômen, braços, região íntima, virilha, axilas, costas, anus, glúteos, pernas, ombros, pés e mãos.

Como é o tratamento?

Consiste em rápidas aplicações na área que será depilada. As sessões variam conforme cada paciente, mas podem ser de 8 a 10, com espaçamento de um mês entre elas.

Os pelos nunca mais retornam?

A depilação a LED é realmente definitiva, ou seja, os pelos tratados nunca mais retornam ao corpo. No entanto, por questões hormonais incontroláveis, outros pelos podem surgir. Por isso, independente da tecnologia utilizada, é necessário fazer uma rápida manutenção, que tende a ser anual.

Onde encontrar uma depilação definitiva eficaz para pele negra?

O Holonyak é o único aparelho do Brasil capaz de realizar a depilação a LED.

Agora que você já sabe tudo sobre depilação a laser em pele negra, e a depilação a LED, entende que o equipamento faz toda diferença na hora de escolher o tratamento. Por isso, verifique qual tecnologia é utilizada pela clínica que você frequenta!

Ainda tem dúvidas? Manda pra gente nos comentários!


largura de pulso pré ajustavel  [FA1] [FA1]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts mais Lidos

Obrigado por ter se cadastrado em nosso site

Em breve entraremos em contato com novidades.

Nutrição Clínica é o tratamento de doenças por meio da Alimentação.

O nutricionista através de exames específicos é capaz de descobrir qualquer disfunção nutricional, como resistência à insulina, distúrbios alimentares ou dificuldade de absorção de nutrientes, entre outros.

A prevenção de enfermidades também é um dos focos da Nutrição Clínica.
 Veja abaixo algumas doenças que podem ser tratadas com orientação do nutricionista:

    1. Doenças Crônicas: Diabetes, hipertensão, aterosclerose e outras;
    2. Doenças Metabólicas: doença celíaca, intolerância à lactose e similares;
    3. Transtorno Alimentar: Bulimia, anorexia e compulsão alimentar;
    4. Magreza excessiva: IMC abaixo de 18,5;
    5. Obesidade e Sobrepeso;
    6. Desequilíbrio nutricional em atletas.